31 de ago de 2008

cannabis e saúde mental - usp de ribeirão preto


pesquisa da USP de Ribeirão Preto confirma: o canabidiol - uma substância isolada da cannabis sativa - funciona eficientemente no controle da ansiedade em geral e da ansiedade patológica.

"a vantagem do canabidiol é que o efeito é imediato, enquanto os antidepressivos levcam de 15 a 20 dias para apresentar resultados" - explica José Alexandre de Souza Crippa, um dos estudiosos do grupo que lidera mundialmente as investigaões do uso medicinal com canabidiol em transtornos psiquiátricos.


o grupo acaba de lançar o livro que é a primeira obra brasileira a associar maconha com saúde mental e traz artigos de 34 cientistas do Brasil e do mundo.

27 de ago de 2008

"O foco agora não é legalização" - fernando gabeira, n´o globo


'Neste momento, eu não seria a favor da legalização’, disse
O Globo, 27 de agosto de 2008, página 10

Uma das marcas da vida política do candidato Fernando Gabeira (PV), a legalização da maconha não é mais a sua bandeira. Ontem, ao ser sabatinado na Associação Brasileira de Imprensa (ABI) Gabeira disse que, atualmente, não defenderia a legalização.

— O foco agora não é legalização. Neste momento, eu não seria a favor da legalização. Foi uma discussão um pouco inútil, perdi energia — disse Gabeira na sabatina, organizada pelo jornal “Estado de São Paulo”. — A colocação do debate entre legalizar ou não coloca os dois lados numa posição insatisfatória. Sem uma polícia moderna, eficaz e honesta, você não consegue nem reprimir nem legalizar. A nova discussão que proponho é reformar a polícia.

O candidato do PV reconheceu que até hoje sofre preconceito de eleitores por conta de já ter defendido temas polêmicos, ‘como legalização da maconha.

— A gente tem que trabalhar naquilo em que se pode marchar junto: na reforma da polícia e no aumento da informação - destacou Gabeira, que na sabatina chegou a criticar o PSDB, partido que lhe deu o bom tempo na TV de que dispõe. — Ele tem um desempenho (como oposição) que não considero dos melhores. Os que estiveram no governo não conhecem o mecanismo de oposição. Ficou realmente uma lacuna na oposição no Brasil hoje.

Gabeira teve uma rejeição de 20% na última pesquisa Ibope, — o segundo maior nível de rejeição, atrás apenas de Marcelo Crivella (PRB), com 29%.

— Nossos políticos, conforme as pesquisas, passam a afinar seu discurso pelo que o eleitor médio quer, o que vai pasteurizando as eleições. Esse recuo faz muito mal à democracia — disse o professor de História contemporânea da Universidade Federal Fluminense Daniel Aarão Reis. — O Gabeira deveria assumir com mais agressividade sua posição. Podia se arriscar mais, como se arriscou quando jovem. Se perder, fica com suas convicções. O pior é vencer sem elas.

do blog da marcha da maconha


clipping da ação de gabeira em 96 (e da repercussão até "o sumiço do bagulho" - antes d´"o sumiço do bagulho no discurso"): Auxiliadora, Bagé, RS - 1976

24 de ago de 2008

paz com a polícia / peace with police - magic propaganda

"Filho, se eu tivesse prendido o Sr. Blooms por fumar maconha... isso teria feito o preço da maconha subir, teria criado um mercado criminoso, e aumentado sua disponibilidade para as crianças (porque ainda não existe regulamentação!). Além do mais, guerra contra as drogas significa que policiais são mortos! E um montão de inocentes também. Tudo isso por causa de uma erva? A violência relacionada com a proibição é sangue nas mãos de nosso prefeito, juízes e qualquer rockstar que fuma e fica em silêncio sobre o assunto. Harrison Ford, onde você está? Rush?"



"1. mais de 50 agentes da D.E.A. (Drug Enforcement Agency / o departamento anti-drogas da polícia norte-americana) foram mortos na guerra contra as drogas

2. a violência relacionada com a proibição é mais perigosa para os policiais do que a cannabis"



peças da campanha da magic propaganda mill (em design / peace with police), do mesmo autor de it´s just a plant; Ricardo Cortés

"'Como oficial aplicador das leis, eu sei que uma simples prisão por uso de maconha me tira das ruas por metade do meu turno' - presidente da Conferência de Policiais e Xerifes de Nevada

Será que o perigo oferecido por um usuário de maconha justifica o desperdício de tempo da força policial, o orçamento em equipamentos e serviços, e mais importante, o risco de vida do policial para insistir nisso? Descriminalização pode eliminar um mercado ilegal de drogas que é um dos maiores riscos no trabalho policial. Descriminalização poderia também assegurar que mais policiais estariam nas ruas para proteger os cidadãos de crimes de verdade.

Policiais não gostam da guerra contra as drogas"

22 de ago de 2008

dia verde / green day - united kingdom (28/09/2008)

(clique na imagem, amplie e imprima para distribuir por Cardif e região)

"A maconha está oficialmente sofrendo seu aniversário de 80 anos como substância ilegal no dia 28 de setembro de 2008 e nós convidamos todos aqueles que se opõem às leis de regulação do consumo a fazer um esforço e vestir uma peça de roupa verde nesse dia.

O dia verde nacional (national green day) será reconhecido todo ano até que a lei seja revertida.

Faça parte do protesto nacional, usando meias e calças, saias e chapéus, ou outro acessório com uma grande folha de ganja para mostrar que você faz parte do grupo que apóia a maconha.


Celebre em praça pública!*
28.09.08
piquenique do Urso que Fuma
"queime uma lei ruim!"

à uma da tarde (13:00) no ......................................

"na grama"

"traga o que você espera encontrar"

* pela ênfase na tranquilidade de fazer o ato público em praça pública, você que é ligado, já notou que o protesto é mesmo inglês (saiba mais sobre o movimento nesse fórum).

o filipeta da massa adverte: não tente fazer isso em casa! a cidadania dos ingleses é muito bem treinada - com os equipamentos corretos - para essa prática.

mas não custa nada arrumar uma camisa verde se quiser globalizar a parada, né não?

19 de ago de 2008

ian harling - headstuff books


(TheEnlightenmentMachine3, TheEnlightenmentMachine1, TheEnlightenmentMachine2, DharmaEye e Lifemask) desenhos de Ian Harling - alguns publicados nos livros da Headstuff Books. destaque para o novo título de Simon Jackson, "Cannabis and meditation - an explorer´s guide" [maconha e meditação - guia do explorador]

12 de ago de 2008

carro da dengue na marcha - carro da dengue



o coletivo carro da dengue é foda!

não satisfeitos em ser a reunião fumaço-filosófica de alguns dos mais calejados fotógrafos do Recife (Beto Figueiroa, Guga Matos, Rafael Medeiros e Renato Spencer) os caras ainda arrumam tempo na rotina do fotojornalismo pra fazer arte. Ainda não satisfeitos, dão as fotos pra Spencer, que também é editor, fazer esses vídeos/ensaios que são sensacionais.

tem mais no http://www.youtube.com/user/spencerhf

10 de ago de 2008

portraits (Latest Drug News!) - Coleen McCool


"Colleen McCool é uma artista de 'portraits', poeta e ativista da paz. A criação dela; DNT, Drug News Texas (Notícias sobre Drogas no Texas) se trata de re-interpretações das últimas notícias sobre drogas e as reformas das leis que regulamentam o consumo em todo o mundo.


Membra do:
Law Enforcement Against Prohibition (Policiais contra a Proibição)
http://www.leap.cc/
Texans for Peace (Texanos pela Paz)
Drug Policy Forum of Texas (Fórum de Políticas sobre Drogas do Texas)
entre na discussão:
http://www.dpft.org/contactdpft.htm"

segundo a artista, seu lema é: "Restaurar a justiça na America (do Norte); construir uma ciência baseada em política sobre drogas que tratem de salvar e reabilitar ao invés de estragar vidas. Qualquer apoio a guerra anti-drogas do governo W. Bush é incompatível com o apoio às liberdades individuais, a constituição norte-americana ou com os ensinamentode de Jesus, o Príncipe da Paz.

http://mccoolportraits.com/Spirit.htm"

9 de ago de 2008

seattle hempfest - 16 e 17 de agosto / 2008


seja o movimento!

os organizadores do Seattle Hempfest acreditam que a colaboração entre cidadãos e órgãos públicos é a melhor maneira de atingir os objetivos comuns de uma sociedade (e pelo site existem vários chamados colaborativos: seja um voluntário, divulgue o evento...). a julgar pelas fotos publicadas, a coisa funciona, já que o evento parece ser bem grande. deu inveja sincera aqui :S

"o Seattle Hempfest, vem forte desde 1991, sendo um dos melhores e com quase toda certeza o maior festival de maconha do mundo.

Entrada franca, boa música, gente legal e bonita sempre foram uma das razões para participar.

Esse ano o Hempfest foi agendado para acontecer de 10 as 20 hs, dos próximos dias 16 e 17, em Myrtle Edwards Park em Seattle. O evento esse ano será mais verde que nunca e não só de fumáveis.", da divulgação no reality catcher, via marcha da maconha


hemp revolution party - áfrica do sul, 23 de agosto


os organizadores do weed.co.za (fórum para consumidores e plantadores da África do Sul) de tempos em tempos organizam esses eventos, os Hemp Revolution. "para disseminar conhecimento sobre maconha - que lá eles chama de 'dagga' - e o imenso potencial de benefícios que países pobres da África poderiam conseguir com o cultivo. Teremos exemplos de maconha como comida, maconha industrial como material de construção, fibra de cânhamo em roupas, cobertores e sapatos, maconha para a África!" diz o comunicado.

se tiver de bobeira pela África do Sul esse mês, não perca!

* atenção para o trocadilho massa - em inglês: "não é só droga, também é corda!"

7 de ago de 2008

surpresa!!

4 de ago de 2008

dizem que maconha retarda a memória da pessoa - guabiras

guabiras é o desenhista mais punk do ceará! duvida? passa no http://guabiras.blogspot.com pra tu ver...

3 de ago de 2008

Americanos se manifestam contra filmes e seriados que exibem consumidores de maconha como pessoas comuns (Folha Online)

edição de título à maneira do Fantástico :D

... o verdadeiro título da reportagem, sem edições preconceituosas como se faz por aí aos domingos é:



Filmes e séries de TV que exibem consumidores de maconha como pessoas comuns se tornaram alvo de críticas por supostamente "promover" o consumo de substâncias ilegais.

Na TV, "Weeds" se tornou o maior alvo. Dentre os filmes, "Harold & Kumar", "The Wackness", "Pineapple Express" são alguns que abordam a figura do consumidor. (Leia na íntegra)



fotos promocionais do seriado Weeds. para saber mais a respeito da série sobre "uma viúva na casa dos 40 anos que para garantir o sustento dos dois filhos, resolve vender marijuana no subúrbio onde mora" acesse o site de fãs brasileiros [weeds.com.br]