16 de jun de 2011

(trecho de) Marchas da maconha: para além da neblina sensacionalista - Rafael Gil Medeiros e Ricardo André Cecchin

“No início deste milênio, São Paulo e Rio de Janeiro sediaram a Passeata Verde, e com a capilarização possibilitada pela internet, lembramos do Growroom [20] , fórum dedicado à cultura canábica, que reúne milhares de membros online, tendo precedido (e influenciado) o recente surgimento de muitos outros sítios sobre o assunto [21] . O fato é que a internet parece ter unido esse povo todo, facilitando a conexão entre pequenos guetos e a livre (e saudável) troca de saberes ainda clandestinos, potencializando-os [22]."

Rafael Gil Medeiros e Ricardo André Cecchin, em Marchas da maconha: para além da neblina sensacionalista (Gênero e drogas: contribuições para uma atenção integral à saúde / Instituto Papai / GEMA/UFPE, 2011)


[21] Pensamos fazer sentido incluir aqui não só sites de coletivos com os de São Paulo (http://coletivodar.wordpress.com) e Recife (http://filipetadamassa.blogspot.com), mas também os de cultura canábica geral, como http://ecognitiva.blogspot.com; http://hempadao.blogspot.com . Pedimos desculpas desde já por eventuais esquecimentos, mas vale a pena pesquisar nestas redes!

[22] VIDAL, Sérgio. Colhendo KylobYtes: o Growroom e a cultura do cultivo de maconha no Brasil. UFBA, 2010. Disponível em: http://slideshare.net/growroom/colhendo-kylobytes-o-growroom-e-a-cultura-do-cultivo-de-maconha-no-brasil-3404238 . Acesso em 20.04.10.

Nenhum comentário: