28 de mar de 2009

ex-chefe do gabinete ministerial do peru defende legalização da maconha - ansalatina.com

O ex-chefe do Gabinete Ministerial do Peru Pablo Kuczynski, cotado para se candidatar à presidência nas próximas eleições do país, disse nesta sexta-feira ser favorável à legalização da venda e consumo de maconha. 

Kuczynski afirmou que é preciso ir "mais além" na política antidrogas ao comentar a visita da secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, ao México, ocasião em que anunciou a disposição de Washington em ajudar o país latino-americano na luta contra o narcotráfico.
 

"Acredito que é preciso eliminar problemas. Um dos problemas é a maconha, que absorve enormes esforços policiais e que na realidade deveria ser legalizada", defendeu.
 

De acordo com o Centro de Informação e Educação para a Prevenção do Abuso de Drogas do Peru, a maconha é a droga ilegal mais consumida no país.
 

N
o entanto, o atual governo peruano, do presidente Alan García, adota uma política antidrogas bem diferente da defendida por Kuczynski. Na atual gestão, Lima tem buscado o apoio norte-americano para o combate ostensivo do narcotráfico. 

Washington, por sua vez, tem demonstrado interesse no combate ao tráfico na América Latina. Prova disso são os programas que desenvolve na região, como o Plano Colômbia e a Iniciativa Mérida (programa de segurança assinado entre México e EUA). (ANSA)

Nenhum comentário: