15 de mai de 2009

Com uma semana de atraso, Collins repudia o Coletivo da Marcha da Maconha Brasil - blog de jamildo do jc





O  deputado Cleiton Collins (PSC) fez um apelo, ontem, durante a reunião plenária, na Alepe, aos  parlamentares para que se manifestem contra o Coletivo Marcha da Maconha Brasil. A iniciativa, reúne indivíduos e instituições que trabalham pela descriminalização do uso da droga no País. Cerca de mil pessoas se reuniram no Recife Antigo, no início do mês, na segunda edição da Marcha da Maconha em Pernambuco.

De acordo com Collins, durante a manifestação de 2008, os participantes enrolaram cigarros falsos de maconha, mas, este ano, os manifestantes fumaram a erva em público, sem constrangimento. Para o parlamentar, que atualmente preside a Comissão de Assuntos Internacionais da Casa, “a Assembleia Legislativa deve marchar contra o mal que o entorpecente representa para as famílias”. Ele ainda registrou que, em todo o mundo, existem 158 milhões de usuários.

Os deputados Bringel (PSDB) e Soldado Moisés (PSB) apartearam Collins, apoiaram seu pronunciamento. Eles consideraram “absurda” a participação do ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, no evento promovido no Rio de Janeiro. O deputado Maviael Cavalcanti (DEM) lembrou que a maconha é “a porta de entrada para o uso de outras substâncias ilegais”.

A deputada Elina Carneiro (PSB), também declarou apoio à Collins, e informou que, deveria ser proibido qualquer ato em defesa de uma prática que só traz prejuízos aos lares. Já o deputado Eriberto Medeiros (PTC) lembrou que muitas vidas foram perdidas devido ao consumo da droga, que motiva diversos tipos de delitos.

Nenhum comentário: